Hospital Santa Isabel participa da Conferência Municipal de

Com o tema “A participação popular fortalece o direito de todos”, aconteceu nos dias 25, 26 e 27 de maio a X Conferência Municipal de Saúde e a 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde. Em seus dois primeiros dias, o evento ocorreu no plenário da Câmara Municipal e, no dia 27, na Escola Estadual Coronel Camilo Soares.

                Participando ativamente dos trabalhos a administradora hospitalar e representante do Hospital Santa Isabel, Rosângela Alfenas, discursou na abertura dos trabalhos colocando na pauta do debate o problema do financiamento do SUS – Sistema Único de Saúde. “Falando em nome dos prestadores de serviço, já que falo em nome do Hospital Santa Isabel, mas, como o Hospital São Vicente não está representado na mesa, defendo também este patrimônio da nossa cidade. A gente vê, nas campanhas políticas, a primeira palavra que sai na boca dos políticos é a saúde, mas esse compromisso não é cumprido durante os seus mandatos. E nós, que estamos com as portas abertas, na ponta do sistema, com toda a responsabilidade, a gente não sabe mais o que fazer”, disse Rosângela.

                Fazendo questão de afirmar que participou de todas as conferências municipais de saúde realizadas em Ubá, Rosângela Alfenas destacou o Hospital Santa Isabel como um modelo assistencial no sistema de saúde do município, mas que está passando por um momento especialmente difícil: “Vivemos um momento delicado devido às dificuldades financeiras do Estado. Precisamos repensar o SUS, sua universalidade, pois ele não tem financiamento suficiente. A saúde é direito de todos, dever do Estado e um compromisso nosso. O Hospital Santa Isabel está com suas portas abertas 24 horas, porém, sem o financiamento necessário à manutenção das suas atividades”.

                Presentes, o prefeito Edson Teixeira Filho e o vice, Vinícius Samôr, ainda puderam ouvir uma solicitação da representante do Hospital Santa Isabel que, no entanto, não deixou de reconhecer as dificuldades financeiras da Prefeitura. “O município é responsável não só pela saúde de Ubá, mas, também, de toda uma microrregião. É um desafio Dr Edson, mas tenho certeza que o senhor e o Vinícius farão com que esse modelo assistencial seja aperfeiçoado dentro daquilo que é possível, porque o município tem limitações, os recursos são limitados, para ver o que é possível fazer com o pouco que nós temos”, finalizou.

                Maria Luíza Coutinho Teixeira, Rosângela Gomes, Geane Maria, Maria Margarida Veiga e Fátima Rosângela, funcionárias do Hospital Santa Isabel, também atuaram na Conferência, sendo eleitas delegadas de Ubá à Conferência Estadual de Saúde Maria Luíza e Rosângela Gomes. “Iremos levar as propostas para o Estado no setor de vigilância e da prevenção da saúde na rede de atenção básica municipal”, disse Maria Luíza.               

                A Conferência Estadual de Saúde acontece nos dias 28, 29 e 30 de setembro em Belo Horizonte.

  • teste
  • teste
  • teste
  • teste
  • teste
  • teste