5 dicas importantes sobre Introdução Alimentar

Para que o seu bebê continue crescendo, aos 6 meses ele necessita receber outros alimentos saudáveis, além do leite materno. Esse é um período em que as famílias ficam com dúvidas a respeito da melhor maneira para colocar em pratica  a introdução alimentar. Aqui separamos 5 dicas. Confira:

1.  Você pode continuar amamentando o seu bebê mesmo quando ele começar a comer as papinhas! A  introdução alimentar deve ocorrer gradativamente sem que se interrompa a amamentação, afinal, o Ministério da Saúde recomenda o aleitamento materno por dois anos ou mais. Saiba mais: Chegou a hora da papinha!

2.     Comece pelas frutas! A papa de frutas deve ser logo a primeira por ser de mais fácil aceitação, já que a maioria das frutas tem o gosto mais adocicado assim como o do leite materno. Sobre a  papa salgada é importante lembrar que, apesar do nome, não leva sal. O termo, muito conhecido entre os pais,  serve para diferenciar o preparo dos vegetais e da carne em relação às frutas. Saiba mais: Chegou a hora da papinha!

3.    É normal o bebê  rejeitar a papinha nas primeiras vezes. Lembre-se que ele está se adaptando a uma novidade. Saiba mais: Chegou a hora da papinha!

4.    O estômago do bebê ainda é muito pequeno aos 6 meses! Muitas mães preparam uma grande quantidade de alimento para seus bebês e se frustram por eles não comerem tudo, mas não precisa ser assim. Em geral, a papinha de uma criança com 6 meses deve ter um volume equivalente a duas ou três colheres de sopa. Já crianças de 12 a 24 meses consomem algo equivalente a uma xícara ou tigela de 250ml por refeição. Saiba mais: Chegou a hora da papinha!

5.    A melhor opção para preparar as papinhas é amassando o alimento com o garfo. Ao preparar as papinhas, evite usar o liquidificador, processador ou peneira. A consistência do purê não precisa ser perfeita, homogênea. A textura amassada estimula a mastigação, algo que o bebê precisará aprender. Além disso, quanto mais diluídos ou liquidificados os alimentos, menos energéticas eles são, ou seja, alimentam menos. Saiba mais: Chegou a hora da papinha!

Fonte: Ministério da Saúde

  • teste